Oi gente, recebi o arc da autora para ler Inesquecível. Ele é o terceiro livro da série Originals e em minha opinião o mais esperado.

Se vocês não leram os outros livros da série, recomendo que não leiam essa não resenha. Só para deixar claro, o final de Insensível, as coisas ficaram escuras e ficamos com a seguinte pergunta: que merda aconteceu aqui? O epílogo que deveria apaziguar os ânimos só trouxe angústia. O certo é que o ônibus da turnê da banda teve um acidente e todos ficaram feridos. Uns mais que os outros na verdade. Isso sem contar a minha alma ferida. 

Braden, Josh, Micah e Gael sofreram e se perderam e por mais triste que isso seja, é o início de uma grande trajetória de sofrimentos e emoções descomunais e principalmente a busca do amadurecimento e crescimento. Os quatro que um dia foram tão unidos se veem incompletos. Sozinhos. E Despreparados para tanto sofrimento. Estão perdidos tentando se reerguerem e ajudarem quem mais precisa. 

Oi gente! 

No último domingo, a editora PL mostrou no instagram a capa para o tão esperado Inesquecível da autora Andy Collins. Desde o final do segundo livro, Insensível, estamos de cabelo em pé aguardando e mordendo as unhas para saber "que diabo foi aquele epílogo?" O lançamento está previsto para dia 30 de junho da amazon.
— Por que uma âncora?
— Porque eu sei que se um dia eu estiver à deriva, você vai me manter no lugar.
- Braden e Josh
Não li, não tive coragem ainda, mas vou. Prometo! E vocês, o que esperam de INESQUECÍVEL? 
Segue a capa e sinopse!

Não é mais a música que move a banda Originals.
Depois do acidente, onde as perdas ainda são difíceis de aceitar, os integrantes tentam lidar com a dor da melhor forma que podem.
Quando o passado é torturante e o presente se torna confuso, eles terão que provar que o vínculo que os unia vai muito além dos palcos.
Mas, quando a música decide voltar a tocar unindo duas - improváveis - pessoas, nada pode separá-las.
Nem eles próprios.
Eles não sabiam que podiam amar novamente, até hoje.

Sobre a autora:
Andy Collins é o pseudônimo usado pela autora. Esposa, mãe, e apaixonada pela leitura, ela pretende manter-se anônima.
Autora das obras Insano, Fenomenal e do conto Tempestade, ela encontrou na escrita, a forma mais prazerosa de libertar sua mente hiperativa.

SAIBA MAIS EM: Facebook * Instagram * Skoob * Goodreads * Site

Sobre a série Originals
1 - Insano (Resenha)
2 - Insensível
3 - Inesquecível

Beijos e até mais!

Oi gente!!! Como vocês estão? Nossa, eu estou passada com esse livro e quero deixar claro que isso não é uma resenha! Acho que é mais uma conversa entre amigas, ou um bate papo, até mesmo um desabafo do que senti lendo A PROTEGIDA.

EU AMO a Lisa Kleypas, vocês já leram? Mas sempre li os romances de épocas dela. Para mim ela é uma rainha, diva, que amo muito a escrita e tenho preferência real pelos mocinhos que ela escreve. PORÉM, nunca tinha lido um romance contemporâneo escrito por ela. Já tinha lido maravilhas sobre a série The Travis Family, várias amigas me indicaram, e esses dias, a Gabi do blog Livros e Citações disse que a Lisa escrevendo contemporâneo era muito melhor do que de época. Eu fiquei pensando: “Será, meu Deus?”, “Não é possível!”, “Gabi não sabe de nada.” – Sorry Gabi! – e fiquei pensando... E então, vi que tinha lido 999 livros e precisava escolher o milésimo, queria algo bom, algo especial. Meu marido me recomendou: “Leia algo de uma autora preferida que nunca tenha lido.” Humm, sabe que ele tem razão. Gabi, vamos tirar a limpo essa história.


SINOPSE:
O talentoso violoncelista Ramon Martinez é vítima de uma tragédia que o deixa paraplégico aos 28 anos de idade. 3 anos depois ele ainda luta para se adaptar à sua nova realidade, enfrentando muita coisa e felizmente contando com o apoio de sua família.

É quando conhece a famosa atriz Marcella Galvão, no auge do seu sucesso, linda, cheia de admiradores, forte e determinada. A atração entre eles é imediata, mas para se concretizar enfrenta um mundo de obstáculos. Preconceito, amor, paixão, devoção, luta, descoberta e muitas surpresas marcam este novo romance de Nana Pauvolih.




Oi gente!
Tudo bem com vocês? Nossa, como estou sumida por aqui, né?
Esses dias, pesquisando sobre o que ler, vi um lançamento da autora Nana Pauvolih. Confesso que é minha primeira leitura completa de um livro dela e foi uma grata surpresa. Lembro que vi uma live no facebook da autora e fiquei bem interessada na história por se tratar de um assunto tão delicado e que é tão real no nosso dia-a-dia, mesmo que você não tenha convivência com algum cadeirante, vemos aos montes as lutas que travam para sobreviverem com dignidade.

Ramon é um violoncelista e no auge da sua carreira é envolvido em um acidente, resultando duas coisas: a paraplegia e a perda de sua namorada. Seu acidente deixou sequelas graves. Mas mesmo com a paraplegia, está evoluindo no tratamento. E depois de algum tempo, apesar de toda a dor e sofrimento decidiu fazer da sua vida algo mais do que isso. Ele é um renomado violoncelista e mesmo em depressão e em recuperação, estabelece que está na hora de voltar aos palcos. Quando vem uma oportunidade de fazer parte do corpo técnico de um filme, aceita. Aí que conhecemos Marcella Galvão. Uma atriz famosa e que tem uma carreira de sucesso e muito bem estabilizada. Desde o primeiro encontro com Ramon fica curiosa e interessada no homem por trás da cadeira de rodas.

Após dois anos de procura, Arthur, o nono duque de Belmont, finalmente reencontra a sua amada Kathelyn. Ele estava preparado para tudo, exceto para a possibilidade dela não aceitá-lo de volta.
Kathelyn não estava preparada para reencontrar o único amor de sua vida, quem dirá perdoá-lo por todos os erros cometidos no passado.
Nesse spin-off, Babi A. Sette presenteia os leitores com cenas cheias de emoção, romance e doces surpresas, onde o leitor conhecerá como esse casal apaixonado e teimoso alcançará o seu merecido final feliz.

LEITURA INDICADA PARA QUEM LEU A PROMESSA DA ROSA - CONTÉM SPOILERS DO ROMANCE E NÃO É UMA OBRA INDEPENDENTE.



Oi gente! Tudo bem com vocês?

Recebi o ARC da Babi para fazer leitura e dizer tudo o que achava sinceramente! Obrigada Babi por isso! Fiquei muito feliz!

Eu sempre faço elogios as autoras que gosto muito e quando não gosto também falo de todo coração. Não escondo o que sinto. Sou sincera mesmo, tem algumas coisas que não consigo perdoar. E foi exatamente o que aconteceu quando li “A Promessa da Rosa”. O duque não me convenceu, e na verdade, fiquei triste e com raiva das atitudes dele.

Neste moderno reconto de “A Bela e a Fera”, Savannah Carmichael, depois de ser traída por uma fonte não confiável, retorna à sua cidade natal, Danvers, Virginia, levando na bagagem uma carreira de jornalismo arruinada. Ao receber a oportunidade de voltar à profissão, escrevendo uma matéria sobre patriotismo, Savannah dirige suas atenções ao eremita da cidade, Ashler Lee, um veterano de guerra ferido, que retornou a Danvers há oito anos e nunca mais foi visto.
Depois de uma explosão no Afeganistão que fê-lo perder a mão e desfigurou metade de seu rosto, Asher passou a viver uma vida tranquila nos arredores de Danvers, onde os moradores respeitam sua privacidade… até que Savannah Carmichael surge, em um vestido de verão emprestado, segurando uma travessa de brownies. Quando Asher concorda em ser entrevistado por ela, começa a sentir-se atraído pela bela repórter, algo que não acontecia há muitos anos.
Sendo dois desajustados naquela pequena cidade, Savannah e Asher criam um laço imediatamente, tocando seus corações de uma forma que nunca imaginaram ser possível. Quando um erro terrível ameaça separá-los, eles terão que decidir se o amor que encontraram nos braços um do outro é forte o suficiente para lutar por seu final feliz.


Os doze momentos mais importantes em qualquer relacionamento são:

1 - A primeira vez em que vocês se veem em meio a um silêncio confortável.
2 - A primeira vez em que você percebe que gosta mais da companhia dele do que de qualquer outra pessoa.
3 - A primeira vez em que você está com uma aparência péssima, e ele não se importa nem um pouco.
4 - A primeira vez em que vocês ficam conversando até o amanhecer.
5 - A primeira vez em que você o leva para conhecer sua família
6 - A primeira vez que você fica nua na frente dele e não sente um pingo de insegurança.
7 - A primeira vez em que percebe que não quer ninguém mais além dele.
8 - A primeira vez em que você planeja um futuro com ele.
9 - A primeira vez em que viajam juntos.
10 - Quando vocês têm a primeira briga explosiva.
11 - A primeira vez em que percebe que ele é seu porto seguro.
12 - A primeira vez que você percebe que ele te ama tanto quanto você o ama.

“De todas as bobagens incríveis que ele já tinha visto as mulheres fazendo ao longo de sua vida, aquela era, sem dúvida, a pior.”
Sophie Talbot é conhecida pela Sociedade como uma das Irmãs Perigosas – mulheres Talbot que fazem de tudo para se arranjar com algum aristocrata. O apelido chega a ser engraçado, pois se existe algo que Sophie abomina é a aristocracia. Mas parece que mesmo não sendo uma irmã tão perigosa assim, o perigo a persegue por todos os lugares.
Quando a mais “desinteressante” das irmãs Talbot se torna o centro de um escândalo, ela decide que chegou a hora de partir de Londres e voltar para o interior, onde vivia antes de seu pai conquistar um título. Em Mossband, ela pretende abrir sua própria livraria e encontrar Robbie, um jovem que não vê há mais de uma década, mas que jura estar esperando por ela.
No entanto, ao fugir de Londres, seu destino cruza com o de Rei, o Marquês de Eversley e futuro Duque de Lyne, um homem com a fama de dissolver noivados e arruinar as damas da Sociedade. Rei está a caminho de Cumbria para visitar o odioso pai à beira da morte e tomar posse de seu ducado. Tudo o que ele menos precisava era de uma Irmã Perigosa em seu encalço.
O Marquês de Eversley está convicto de que Lady Sophie Talbot invadiu sua carruagem para forçá-lo a se casar com ela e conquistar um título de futura duquesa. Já Sophie tenta provar que não se casaria com ele nem que fosse o último homem da cristandade. Mas e quando o perigo tem olhos verdes, cabelos claros e a língua afiada?
Essa viagem será mais longa do que eles imaginavam…


Oi gente! O item do desafio de hoje é um: Um romance de época que comprou pela capa! Pois bem, vou responder: NENHUM! Porque na verdade compro todos os romances de época que saem no Brasil. Pode ser exagero, porém só por ser de época está automaticamente na minha lista de leitura e desejados, então, não tinha um livro para indicar sobre capa. A última capa que realmente me fez suspirar foi O príncipe dos canalhas e isso tem mais de ano!  Por isso, espero que me perdoem por indicar esse livro com a capa bem mais ou menos, mas é o que sempre digo: Quem vê capa, não vê coração!