Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.
Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.
Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.



Eu li Beleza Perdida!

Comprei logo que foi lançado e estava lacrado até o dia que o tirei no #livrosnopote. Eu tinha medo dele, de sofrer e morrer de tanto chorar. E algumas amigas me avisaram: “não leia agora!” – Porque não estou em uma fase muito boa. – Mas não quis ouvir. Algo me puxava para ler.

Não sei se existe alguma alma viva que ainda não saiba sobre o que se trata o livro, mas vou falar alguma coisa aqui.

Logo no início, me surpreendi porque ri muito em várias passagens. Conhecemos o pequeno círculo de amigos de Fern, que é basicamente Bailey e Rita. Eles se conhecem desde pequenos, e cada um tem um jeito peculiar. Bailey sofre de distrofia muscular, Rita é a menina bonita e “dada”, já Fern é a feinha da escola. Com seus cabelos vermelhos, baixinha, magrinha, usando aparelho nos dentes e óculos de aro grosso, ela não faz sucesso com os meninos, ao menos não os reais, porque o negócio dela é livros e romances. E é apaixonada pelo mesmo garoto há anos!


"— A Bíblia me conforta, e os romances me dão esperança."



E aí conhecemos Ambrose. O garoto que todo pai teria orgulho. O menino mais popular da escola, o atleta, o queridinho da cidade, o mais bonito, inteligente e bonzinho! Ambrose é o garoto perfeito e o amor da vida de Fern. Ela é apaixonada por ele desde menina, e sabe que é impossível ele a ver, por isso quando Rita quer ficar com Ambrose, Fern a ajuda. Isso faz com que Ambrose veja Fern e nem é da maneira como ela gostaria!


"— Eu sou apaixonada por você desde que você me ajudou a enterrar aquela aranha no meu jardim e cantou comigo como se estivéssemos cantando “Amazing Grace” em vez de “Dona Aranha”. Eu te amo desde que você citou Hamlet como se o entendesse, desde que você disse que gostava mais de roda-gigante do que de montanha-russa, porque a vida não devia ser vivida a toda velocidade, mas ser apreciada com expectativa.(...)"

Ele recebeu várias bolsas de estudos para faculdades, mas depois do atentado de 11 setembro, Ambrose e seus amigos se alistam no exército. – Essa parte que o Ambrose vai para guerra não é detalhado no livro. – E enquanto os meninos estão na guerra, Fern está na cidade e trabalha como gerente noturna em um supermercado!

Somente Ambrose volta da guerra e todo desfigurado física e psicologicamente. É certo que uma pessoa que volta de um lugar como aquele, fica com cicatrizes no coração. E somente muito amor, uma pessoa pode superar as feridas e dores que um lugar como aquele provoca.

E aí que eu acho que o livro realmente começa. O aprendizado, enxergar a real situação da sua vida, a aceitação de ajuda dos amigos. E Bailey e Fern foram fundamentais para o Ambrose voltar a viver!

Bailey me ensinou tantas coisas boas, na verdade ele dizia ao Ambrose, mas peguei para mim suas palavras! Me tocava de uma forma incrível! Me fez enxergar que meus grandes problemas, são pequenos pertos de tantos outros, e assim como Ambrose posso fazer o que quiser da vida!
"Não me restou nenhum orgulho, Ambrose! Nenhum orgulho. Mas era o meu orgulho ou a minha vida. Eu precisei escolher. E você também precisa. Você pode ter o seu orgulho e ficar aqui sentado fazendo cupcakes, ficar gordo e velho, e ninguém vai dar a mínima depois de um tempo. Ou você pode trocar esse orgulho por um pouco de humildade e ter a sua vida de volta."

Posso ser feliz com que tenho, posso viver fazendo o bem, me enchendo de amor e de vida! Por mais difícil que a situação seja, podemos superar. Vamos abrir os olhos e ver que a vida é maravilhosa. Só devemos dançar conforme a música. Mudanças, às vezes, são difíceis de aceitar, mas é preciso.

A recontagem de A Bela e a Fera, foi muito mais do que a perda da beleza de um menino que parecia ser invencível, ou o romance da menina bonita e o garoto feio. Mostra como a amizade pode superar medos, o amor pode superar traumas e que existe heróis em todos os lugares!


"— Não acho que obtemos respostas para todas as perguntas nem chegamos a conhecer todos os porquês. Mas acredito que vamos olhar para trás no fim da vida, se fizermos o nosso melhor, e vamos ver que as coisas que imploramos a Deus que tirasse de nós, as coisas pelas quais O amaldiçoamos, as coisas que nos fizeram virar as costas para Ele ou para qualquer crença Nele, foram as maiores bênçãos, as maiores oportunidades de crescimento."

Terminei Beleza Perdida inspirada a viver!


Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...