A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.


Oi gente! Tudo bem com vocês? Eu estou ótima, porque li um livro maravilhoso, e quando digo que romance histórico é o meu gênero literário preferido, não falo à toa, e esse livro prova o porquê de tanto amor!

Fascinante. Divertido. Apaixonante. Sensual. Idealista. Feminista. Encantador. Todos esses adjetivos podem ser usados para descrever esse romance incrível.


Lady Calpurnia, há 10 anos era apaixonada pelo marquês de Ralston, desde sua temporada de estreia, onde ele a fez se sentir como uma imperatriz. Acontece que depois de 10 anos, Callie ainda é a “sem graça Callie”. Ainda é uma das solteironas mais convictas que existe. Ela não esperava mais seu príncipe encantando, não esperava mais um casamento. Contudo, ela ainda tinha fogo em seu coração. Ainda mais quando ouve sua irmã mais nova dizer que se talvez Callie não fosse tão passiva, quem sabe ela não fosse mais feliz?! 

Callie ficou louca da vida com isso e acordou uma chama em seu coração, uma chama que estava apagada e que agora pedia somente uma coisa: AVENTURA.

Ela é uma mulher de 28 anos, que não se encaixa nos padrões de beleza daquele tempo. Cheinha, com cabelos e olhos castanhos normais demais, mas que era livre, desimpedida e que nunca vivera realmente. Sentar com as damas para tomar chá não conta como algo aventureiro e interessante, e Callie queria muito mais, queria ser livre para fazer tudo que um homem poderia fazer. Então porque não colocar na prática suas ideias e vontades? Uma lista foi feita e em a cada item, um novo aprendizado, um novo sorriso e uma nova atrapalhada.
"– Então agora deixe-me terminar. Categoricamente. Fico feliz que vá atrás de toda aventura que quiser. Aqui. Nesta casa. Debaixo deste teto. Beba até não conseguir mais ficar de pé. Xingue como um marinheiro no cais. Ponha fogo em todos os seus bordados, pelo amor de Deus. Mas, no papel de seu irmão mais velho, chefe da família e conde – ele destacou a última palavra –, eu a proíbo de frequentar tabernas, bares ou quaisquer outros estabelecimentos de vício."
Lorde Ralston, Gabriel St. John, é um homem imponente, com fama de libertino, mas não mentia para ninguém. Era absolutamente sincero em suas relações. E tudo em sua vida muda quando descobre que tem uma irmã. Uma descendente de italiano, que além de ser a cara da sua mãe, ainda possui o mesmo gênio forte da família de St. John. Juliana está na idade de se apresentar a sociedade, e precisa de uma pessoa íntegra, que não tenha nenhum um fio solto no passado e que possa servir de “madrinha” para que Juliana se encaixe na sociedade, e essa pessoa bate em sua porta quando ele menos espera. Callie quer concluir seu primeiro item da lista de desejos, e Gabriel é o único que pode ajudar! Adivinha qual item da lista vai primeiro?

1.                 Beijar alguém… apaixonadamente
2.                 Fumar charuto e beber uísque
3.                 Montar com as pernas abertas
4.                 Esgrimir
5.                 Assistir a um duelo
6.                 Disparar uma pistola
7.                 Jogar (em um clube para cavalheiros)
8.                 Dançar todas as danças de um baile
9.                 Ser considerada linda. Pelo menos uma vez


Gente, genteeeeeeeeeeeee preciso dizer o quanto amei esse livro! Ele tem tudo que um bom romance precisa, e quanto mais lia, mais queria ler, e não queria que acabasse nunca.

Callie e Gabriel são perfeitos um para o outro e apesar de achar que Gabriel poderia ter sofrido só um pouquinho mais, não mudaria NADA no romance.

Ela é uma mulher notável, que fiquei com orgulho, sabe? Fiquei de verdade. E quanto mais Callie segue sua lista, mais interessante se torna, porque não é somente a aparência que se modifica. A autoestima e confiança que cresce em Callie é notável.

Gabriel é tão sórdido e sarcástico que chega a ser engraçado. Amo que ele, mesmo quando não está envolvido com Callie, tenta a proteger e gosta dela do jeitinho que ela é! Para ele os cabelos castanhos normais de Callie, é da cor do mais delicioso chocolate.

Sarah Maclean escreve muito bem, e nos traz um romance leve e divertido e bem sensual. Recomendo de olhos fechados e nem é porque sou japonesa!

Próximas Capas:





Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...