O novo romance da autora de Sr. Daniels.
Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.


Oi gente, tudo bem com vocês?

Eu não gosto de escrever resenhas logo após terminar de ler um livro. Acho que as emoções ainda estão à flor da pele, ainda estamos naquele mundo que a história nos transportou, estamos muito apegados aos personagens e da vida que nos mostraram. E estou exatamente assim, com todos os sentimentos exalando em mim. Não resisti. Vou ter que contar um pouco da história de Tristan e Elizabeth!

No início, nos deparamos com a vida de uma família feliz, que em questão de segundos muda drasticamente. Um marido fica sem a esposa e um pai fica sem o filho. Tristan perdeu os dois. Esposa e filhos morreram. Não sabemos de cara como, mas sabemos que fica só o casco do homem que um dia foi.

Estar conectada a ele é uma droga!
Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja... esquentando.
Algo pior do que os Arum ronda a cidade. O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível!
Até que, de repente, tudo muda. Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade.
Ninguém é o que parece ser. E nem todo mundo irá sobreviver às mentiras.


Oi gente, tudo bem com vocês?

Para quem acompanha o blog, sabe do meu amor por um alienígena feito de luz que é uma coisa louca. Obsidiana, o primeiro livro da série, me conquistou. Fiquei apaixonada pela trama e os personagens. Lá vimos como Daemon e Kat se conheceram, como brigavam demais, e como se desejavam muito. E agora, no segundo livro, os dois seres, humano e luxen, se conectaram como nenhum outro pode ser conectado (não é desse jeito que você está pensando não!). Essa conexão é fortíssima, uma coisa de outro mundo, obviamente, e muito, muito intensa. Eles sentem a presença um do outro, como se tornassem a mesma pessoa, e para piorar a situação Kat está tentando se livrar de tudo isso, mostrando que toda a atração que sentem é fruto da maldita conexão. Mas Daemon (Ah, Daemon!) está obstinado a mostrar a Kat que o que sentem um pelo outro é real!

Kacey Cleary não chora, não suporta o toque das pessoas e canaliza sua energia para treinos intensos de kickboxing. Tudo isso depois de um ano de reabilitação física e de mergulhar num mundo de drogas e álcool para tentar lidar com a perda dos pais, da melhor amiga e do namorado, num acidente de carro do qual ela foi a única sobrevivente. Protagonista de Respire, primeiro livro da série Ten Tiny Breaths, sucesso de K.A. Tucker que chega ao Brasil pelo selo Fábrica 231, Kacey chegou ao fundo do poço, mas resolve lutar para sair de lá por Livie, a irmã caçula. Depois de irem morar com uma tia religiosa fanática e seu marido alcoólatra, as duas fogem para Miami para tentar recomeçar, e Kacey terá que enfrentar seus fantasmas para derrubar o muro que ergueu ao seu redor. Às vezes, respirar torna-se uma missão quase impossível, mas K.A. Tucker mostra que é preciso neste romance sobre perdas, amizade, amor e superação.


Oi gente, como vocês estão?

Há muitos anos conheci um livro chamado Ten Tiny Breath. Foi um dos meus primeiros romances com toque de drama e me apaixonei. Quando vi que sairia no Brasil, comprei em pré-venda e assim que chegou, li! 

Antes de mais nada quero dizer que esse livro conta a história de pessoas quebradas que precisam se encontrar, pessoas buscando perdão, pessoas buscando redenção, pessoas buscando a felicidade. Fala também sobre laços de amizade, amor familiar, compaixão, libertar segredos e aprender a respirar.

Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos. Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho. 


Oi Gente! Tudo bem com vocês?

Recebi o livro Os Bons Segredos da Editora Seguinte, e fiquei bem animada com a perspectiva dessa história. Adoro romances Young adult que retratam o dia-a-dia dos adolescentes, abordam assuntos cotidianos e os desafios que devem passar. Mas no caso da Sydney é um pouco mais complicado. Ela sempre foi a garota invisível. A boazinha da família, enquanto seu irmão mais velho, Payton, se destacava em tudo. Na escola, nos esportes, na aparência e em todo charme que ele sabia que exalava. Era o exemplo de autoconfiança para Sydney. Até mesmo os pais da Sydney eram os orgulhosos pais de um garoto que não tinha limites.

Começou quando Payton entrou para o ginásio e se juntou com garotos fracos e logo o garoto modelo foi pego com maconha, matando aula, invadindo propriedades particulares. Como se não bastasse, depois de inúmeras visitas a delegacia, ele é realmente julgado e preso por dirigir bêbado e atropelar um garoto de quinze anos que ficou paralítico.

Oi Gente! 
A Aione do Blog Minha Vida Literária me indicou para responder a Tag 7 Coisas.
Vem ver!



Perguntas:
- 7 coisas pra fazer antes de morrer;
- 7 coisas que eu mais falo;
- 7 coisas que eu faço bem;
- 7 coisas que eu não faço bem;
- 7 coisas que me encantam;
- 7 coisas que eu não gosto;

- 7 indicações de canais para responder.

Espero que tenham gostado!
Beijos e até mais!

O que você é capaz de fazer quando as suas opções são limitadas?
Você é capaz de sair da linha? 
É capaz de se tornar tudo aquilo que sempre odiou?
Bree tinha apenas uma opção, e ela agarrou com unhas e dentes. Ela não era uma desistente.
Oliver é um jovem lutador de boxe em ascensão, ele quer provar que ainda é digno do cinturão.
Oliver não é um bom perdedor, e ele não vai querer perder a única mulher que ferrou com toda a sua concentração.
Ele tem dez rounds.
Ela tem dez dias.

Amazon * Skoob * Goodreads 

As pessoas, às vezes, fazem coisas por quem ama que são impensáveis a nós.

Às vezes, as pessoas precisam controlar o destino, deixar de ser guiado. Tomar as rédeas da situação, doa a quem doer. Ou às vezes não, às vezes precisamos só nos entregar.

Às vezes, é necessário fazer esforços, ultrapassar medos, engolir humilhações. Às vezes, precisamos gritar de prazer e não só de desespero. Às vezes, podemos sorrir no meio de uma tempestade. Às vezes, só precisamos de um ombro para chorar.

Ai meu DEUS!

Oi gente, tudo bem com vocês?

Eu estou ótima e muito feliz! Tudo isso porque vou apresentar a minha primeira editora parceira aqui do blog, a Editora Valentina, não é máximo?

Estou completamente orgulhosa de ter a honra de ser blog amigo dessa editora maravilhosa. Espero que nossa amizade dure por muitos e muitos anos!

Sobre a Valentina 


Para a VALENTINA, leitura é, acima de tudo, entretenimento. Olho vivo e faro fino.
Esse é, na verdade, o lema de todo grande editor. E a nossa pinscher encarna esse lema como ninguém.

A busca por livros inesquecíveis e entretenimento de alta qualidade nos leva a prazerosamente garimpar pelo mundo, todos os dias, o melhor da literatura de entretenimento, sem preconceitos.
E, para não ficar ninguém de fora, procuramos um mundo de temas: urban fantasy, distopia, paranormal, romances femininos, thriller, chick-lit, pets, religiosidade, biografia, bem-estar, steampunk... Sem esquecer, logicamente, os nossos xodós: romances que abordam a juventude contemporânea e ganham vida fora do livro - muitas vezes vão parar nas salas de aulas – com discussões fundamentais sobre os adolescentes, seus sonhos, seus medos, seus dramas e, principalmente, suas paixões.
É verdade, já deu para perceber, que a gente ama de paixão a literatura juvenil, mas nosso catálogo é eclético e moderno: tem diversão e cultura para quem está começando, aos 6 anos de idade, e também para quem já passou dos 100. Ah! E tem para quem quer chegar lá, certo? Tem tudo que, de alguma forma, faz da leitura um momento único e insubstituível.

Au-au, rrrrr, au-au-au, ou melhor, muito prazer, somos a VALENTINA.

Contato

Para saber mais sobre a Editora siga nas redes sociais:







Resenhas 

Conheça os livros resenhados aqui no blog:





Espero que tenham amado a novidade, assim como eu, e nos vemos logo mais!
Beijos!


Gael Trent Malloy é o famoso vocalista da banda de Rock Originals, depois de um trágico acidente no palco que o deixa impossibilitado de andar, o sexy vocalista tenta recuperar seus movimentos com a ajuda dos seus amigos, o que ele não esperava era que, ao longo dessa jornada seu caminho cruzasse com o de Hanna Daves, a doce pintora que consegue quebrar suas barreiras sem nem ao menos mover um músculo.
Com ela, ele vai descobrir que suas limitações físicas não são nada diante do que a consome.
Ele nunca quis ser a salvação de ninguém, até hoje.


Oi gente, tudo bem com vocês?

Insano foi publicado há alguns meses e logo no lançamento não tive muita vontade de lê-lo. Acho que não estava na vibe, ou sei lá o que. Mas, o importante é que peguei esses dias e li.

Por que não li antes?

Por que esperei tanto?

São coisas que não consigo responder e graças a Deus corri atrás do prejuízo.

Insano começa mostrando a vida rock’n’roll de Gael que é o vocalista da banda Originals. Ele e mais três amigos começaram a banda ainda quando estavam no colégio e hoje, é uma das bandas mais importantes do mundo.