Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos. Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho. 


Oi Gente! Tudo bem com vocês?

Recebi o livro Os Bons Segredos da Editora Seguinte, e fiquei bem animada com a perspectiva dessa história. Adoro romances Young adult que retratam o dia-a-dia dos adolescentes, abordam assuntos cotidianos e os desafios que devem passar. Mas no caso da Sydney é um pouco mais complicado. Ela sempre foi a garota invisível. A boazinha da família, enquanto seu irmão mais velho, Payton, se destacava em tudo. Na escola, nos esportes, na aparência e em todo charme que ele sabia que exalava. Era o exemplo de autoconfiança para Sydney. Até mesmo os pais da Sydney eram os orgulhosos pais de um garoto que não tinha limites.

Começou quando Payton entrou para o ginásio e se juntou com garotos fracos e logo o garoto modelo foi pego com maconha, matando aula, invadindo propriedades particulares. Como se não bastasse, depois de inúmeras visitas a delegacia, ele é realmente julgado e preso por dirigir bêbado e atropelar um garoto de quinze anos que ficou paralítico.


Tudo isso é demais a Sydney, que decide mudar de escola, mudar de ares. Ao invés da escola particular caríssima que frequentava, agora ela vai para uma pública, com pessoas normais, com adolescente normais, sem irmãos presos, culpa para carregar e a vergonha do seu irmão.
— Meu irmão está preso por dirigir embriagado. Ele deixou um garoto paraplégico. E eu o odeio por causa disso.
Somando a falta dos amigos e a timidez, o dia que foi difícil, nada como um pedaço de pizza para sair da fossa! E na pizzaria, muito simples por sinal, conhece Layla e Mac. Eles também estudam na nova escola de Sydney, e Layla se torna uma amiga. Sentam juntas para almoçar, se veem depois da escola. Quando uma começa a “salvar “ a outra, a amizade se fortalece muito.

Layla está sempre junto dos outros amigos, e do irmão Mac, e Sydney também se envolve. Mac é o cara que sempre está ali, de cabeça baixa lendo, ou estudando. Só fala quando é para falar algo de bom. Um garoto sério, sabe aqueles meninos que têm responsabilidades demais para a idade? Mac é assim. A mãe deles sofre de esclerose múltipla, e ele e Layla se dividem nas tarefas entre cuidar da mãe, e ajudar o pai na pizzaria da família. Mac a enxerga como ela é. Vê Sydney como uma garota normal. E a amizade vai se tornando algo a mais. Não é rápido. Toda a relação vai se formando aos poucos, com cuidado. Eles se combinam realmente. Amei essa parte da história.

Enquanto isso, a relação de Sydney com a família vai de mal a pior. A mãe é estranha. Só se importa com Payton. O que realmente interessa é o que ele está passando na penitenciária, e o que pode fazer para resolver esses problemas. Acho que nunca vi uma mãe assim, tão relapsa com um filho e tão sufocante com outro. O pai só é indiferente. É daqueles pais que trabalham demais, traz dinheiro para casa e prefere não se envolver com questões domésticas. Ele só é assim. Não é uma má família, mas são pessoas que precisam se encontrarem, entrarem em equilíbrio, ou somente se encaixar com a nova situação.


Os Bons Segredos é a história de uma adolescente, que levava uma vida normal, com uma família perfeita de classe média alta, que não tinha ideia do que eram problemas reais. Não senti que Sydney seja ingênua, mas sim superprotegida da vida. Até seu irmão estourar a bolha que vivia e perceber que nem tudo são flores. Nem tudo é preto no branco.

Essa história não tem uma grande reviravolta, não tem uma super história de amor (mas tem várias verdadeiras), muito menos vilões (daqueles 100% ruins). Esse é um livro que vai te fazer rir, pensar e até mesmo se emocionar, traz também algumas lições, que não estão explicitamente indicadas no livro, mas quando você o termina, sabe que ficou uma marquinha, da qual vamos pensar e pensar. Com esse livro aprendi que segredos são decifráveis. Bons ou maus todo mundo tem um. Só precisamos decidir o que fazer com ele.
Num minuto, você está andando sozinha pelo bosque escuro; noutro, a paisagem muda, e você enxerga. Enxerga algo maravilhoso e inesperado, quase mágico, que jamais teria encontrado se não tivesse seguido em frente. Como uma nova amizade que parece antiga, uma lembrança que nunca vai esquecer. Talvez até um carrossel.
Realmente gostei muito de ter lido. Adoro romances young adult, e esse não me decepcionou. Sarah Dessen escreve muito bem. Simples, sucinta, mas ao mesmo tempo bem cativante. Gostaria de escrever muito e muito mais sobre ele, mas não consigo! Que sorte tive por poder ler. Recomendo muito!

Estou bem ansiosa para ler Uma Canção de Ninar, que será lançado esse mês pela Editora Seguinte.
Espero que tenham gostado da dica e leiam!!!

Beijos e até mais!

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...