Em 'Alguém para amar', Judith McNaught descreve com impressionante vigor e emoção o romance entre uma condessa, Elizabeth Cameron, e um homem de origem misteriosa, Ian Thorton.
Elizabeth foi criada longe dos salões londrinos e não sabia que ligações afetivas e financeiras freqüentemente se entrelaçam em sutis arranjos de interesses. Era ingênua demais para suspeitar do comportamento de Ian, um homem atraente e perigosamente hábil nos jogos sociais. Mas dessa união nasce um amor permeado de intrigas, escândalos e irrefreável sensualidade.

Skoob * Goodreads * Esgotado na Amazon

Oi gente!

Tudo bem com vocês? O próximo item do #DesafioHistóricoseEu concluído foi: Ler um Romance histórico com mais de 500 páginas, e Alguém para amar da autora Judith McNaught tem 558!

Já começo dizendo que esse é o meu livro favorito da vida. Não tem como não ser! Além de cumprir seu papel como romance, a escrita da autora é sensacional. Não consigo por em palavras o que sinto quando leio os livros da Judith!

Nas primeiras partes conhecemos uma Elizabeth que aos dezenove anos é completamente devotada ao trabalho e cuidado que seu lar merece. Desde os onze anos, se tornou a condessa de Havenhurst.

A jovem, depois de dois anos de sua primeira temporada, ainda está solteira. E seu tio, que é seu atual tutor, fez algo completamente fora do padrão. Mandou cartas para quinze ex pretendentes, dizendo que reconsiderava o pedido de casamento que foi feito dois anos antes, e que se quisessem uma reaproximação, mandaria Elizabeth para a propriedade deles, sob o pretexto de reforçarem a amizade.
A coitada sofre um baque ao receber a notícia, mas o pior ainda estaria por vir. Três cartas obtiveram uma resposta positiva, duas delas de pessoas que ela não se lembrava mais, porém de uma delas, jamais esqueceria. E aí que começamos a entender o medo terrível que Elizabeth sente de Ian Thornton.

No auge de sua temporada, sendo a sensação do momento, aos dezessete anos, Elizabeth participa de uma festa no campo, juntamente com suas amigas. Nessa bendita festa, ela conhece Ian.

Thorn, como é conhecido, se tornou figura carimbada em mesas de jogos, apesar de não ser bem quisto nas famílias mais tradicionais. No primeiro momento não sabemos o que faz da vida, ou se realmente é uma pessoa boa... simplesmente nos encantamos por esse homem enigmático. Ian quer Elizabeth, e por mais que negue esse amor, já estão atraídos demais.
“— Elizabeth... está aqui porque nós dois estamos meio apaixonados um pelo outro.
— O quê - ela ofegou.
— E quanto à necessidade de saber quem eu sou, a resposta é muito simples. (...) — Eu sou o homem com quem você vai se casar.
— Ah, meu Deus!
— Creio que é tarde demais para começar a rezar — brincou ele.” 
E por uma fatalidade do destino, ou maldade alheia, tudo dá errado para o casal, e Ian e Elizabeth se magoaram e se odeiam!

Então, quando o tio reforça que Ian respondeu sua carta, e quer que ela se encontre com ele em seu chalé na Escócia, Elizabeth sabe que coisa boa não está por vir.
Tudo isso que estou te contando é a mínima parte desse livro maravilhoso, gostaria que todo mundo conhecesse essa obra tão incrível, que foi capaz de me fazer gargalhar, rir e chorar na mesma página. Assim, como ficar com o coração na mão.
Esse livro, com certeza também poderia se chamar Orgulho e Preconceito, porque assim como o romance da nossa querida Jane Austen, temos um casal que toma todas as atitudes erradas, no momento mais inoportuno possível. Temos um homem arrogante, orgulhoso, e amargurado com a sociedade, junto com uma mulher inocente, que foi criada para ser uma dama e tomar seu lugar na nobreza londrina.
“— Pois será o bastante. Já estou farta de ter minha vida controlada pelos homens. Quero cuidar de Havenhurst e fazer apenas o que desejo.”
Alguém para amar é o romance mais bonito e profundo que já li. Não se trata somente de amar e ser amado e sim perdoar quem nos feriu e principalmente, se perdoar. E quando o amor verdadeiro aparece, seja pobre ou rico, nobre ou não, batendo à sua porta, a única coisa que temos que fazer é aceita-lo. O livro pode ser longo, mas a leitura é rápida e envolvente. Se ficou curiosa, não hesite em conhecer!

Alguém para amar é o terceiro livro da série Sequels e pode ser lido separada, e foi assim que fiz!
1 – Agora e Sempre (Once and Always) – já lançado no Brasil
2 – Something Wonderful – sem previsão de lançamento
3 – Alguém para Amar (Almost Haven) – Já lançado no Brasil

Espero que tenham gostado! 
Beijos e até mais! 

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...